Mudar

17 jul

O passo que a gente não dá,
A noite que a gente não dorme,
O galho seco que a gente não corta,
Nos prende ao que impede à chegada do que poderia vir.
É preciso seguir o curso,

Abandonar o velho para permitir o novo.
A noite não dormida nos deixa presos no ontem,

ainda que o hoje já esteja aqui.
Aceitar fechar os olhos e dizer:

amanhã terei outra oportunidade,

pode ser exatamente o que nos falta.
Ontem cortei uma planta pela raiz,
Deitei e dormi,
Dei o primeiro passo,
Permiti que o hoje chegasse.
Não foi um dia sem dor, mas foi um dia de vitória!

 

Elaine Soeira

Entardecer

10 mar

Entre um fazer e outro, fito o céu.
Poucos dias são como hoje, que, em meio piscar de olhos, sua cor metamorfoseia de anil a vermelho, e depois acinzenta.
O dia hoje quer chorar, mas eu não, mas eu não…
Respirei o vermelho-crepúsculo para esquentar o coração.

Esperançar

29 jan

Não há porta que se feche, sem que uma janela apareça encostada.
Não há tristeza e dor que durem para sempre.
Não há mal capaz de destruir tudo que é bom, sem contar com a nossa permissão, ainda que inconsciente.
Que a esperança de dias melhores, de seguir abrindo portas e janelas, de encontrar felicidades e paz de espírito… de cultivar novos sonhos e desempoeirar os antigos, se faça presença.

Elaine Soeira

(A)Normal

17 set

Anormal é tudo aquilo que foge ao seu controle, e, acredite, há muita “anormalidade” porque o que se pode controlar é quase nada. Dito isto, o anormal não existe de fato, apenas na percepção individual de realidade, ou seja, é relatividade.
Se alguém não cabe na sua normalidade, se for do seu interesse, troque a lente, limpe os óculos e olhe de novo.
Eu caibo na minha normalidade! 💓

Voos

11 set

Voo rasante, voo longo, voo longe
Parar é aquietar, calar, ver
Sou olhar, meu olhar, teu olhar
Miragens de outros estares, de tantos lugares
Experimentar, sair, partir, voltar
Enraizar pé na estrada de chão, de céu, de água
Visão de horizontes, de vértices, de vórtices
Olha comigo! Visita a vista, as vistas…
Avista!
Sei que não sou de um lugar inerte
Insisto, invisto, resisto no ser nômade
No corpo, na mente, na alma
Tão bom quanto assentar, é transbordar.

 

Set/2012

 

Set

Poemizando

26 ago

A arte do poeta é adentrar no fundo de sua alna e traduzir, com suas palavras, os sentimentos que habitam na alma de outrem.

 

Elaine Soeira

Amigos

20 jul

Amigos,

que vejo todos os dias,
que vejo quase todos os dias,
que não vejo há um bom tempo,
que sei de notícias por outros amigos,
que conheci há pouco tempo,
que conheci há muito tempo,
que estão presentes espiritualmente,
que estão nas minhas lembranças,
que me fazem crescer,
que me fazem sorrir,
que me me fazem persistir,
que me fazem acreditar,
que me põem em confusões,
que me tiram de confusões,
que me tiram a paciência,
que me enchem de paciência,
que, graças a Deus, insistem em se fazerem presentes,
ainda que as distâncias nos façam ausentes…

Obrigada a cada um de vocês que me ajudam a ser a pessoa que sou.

Um lindo dia para cada um de vocês!

Elaine Soeira